25 maio 2017
Comentários: 0

Categoria: dentista
25 maio 2017, Comentários: 0

Dor de dente

Dor de dente é muito incômoda, talvez seja uma das dores mais incômodas que há, normalmente ela ainda vem associada ha uma terrível dor de cabeça, não é mesmo? Tanto é que, ela pode estar associada a uma série de causas. Vamos ver algumas das mais comuns.

Cáries: Trata-se de uma abertura no dente, causado por bactérias, esta, quanto mais profunda, mais causa perturbação, pois no momento que alcança a polpa (núcleo) do dente e a raiz, passa a ser mais e mais dolorosa.

Traumas: batidas fortes nos dentes podem não representar uma fratura em um primeiro momento, logo, podem machucar a raiz que com a mastigação e o contato com alimentos muito quentes ou muito frios, pode agravar o caso e passar a provocar fortes dores.

Dentes nascendo: Desde a troca da dentição de leite até o último siso o paciente está sujeito a esta dor. Para nascer, o dente precisa perfurar a gengiva e isso vai doer.

Uso de aparelhos: Os aparelhos tem a função de mudar os dentes de posição, eles irão forçar a arcada e isso também vai doer.

 

Como aliviar a dor de dente?

As dores de dentes podem ser aliviadas, num primeiro momento, com analgésicos e anti-inflamatórios. Alerta-se muita atenção para a dosagem, mesmo que a dor seja intensa deve-se obedecer a indicação da bula e procurar o dentista com a maior brevidade possível pois comumente as dores seguem até o que recebam o tratamento adequado que somente o profissional poderá dar. Alguns tratamentos caseiros também podem ser eficientes nos primeiros socorros, como: enxaguar a boca com água morna e sal, ajudam na limpeza e tem ação anti-inflamatória. Outra opção é usar bolsas de gelo como compressas, que farão com que a circulação sanguínea diminua no local da dor e dará a sensação de anestesia. Estes exemplos dados acima são os mais simples e mais fáceis de serem resolvidos, dores de dentes e dores de cabeça podem estar associados a doenças mais graves que vão desde infecções na raiz e gengiva, até tumores cancerígenos.

Como prevenir a dor de dentes?

Não há como prevenir, mas não há dúvida que manter hábitos saudáveis evita futuras doenças na boca. Escovar os dentes, usar fio dental e visitar o dentista a cada seis meses certamente irão evitar dores de cabeças.

Dor de dente em crianças e adultos, qual a diferença?

Algumas diferenças são significativas, nas crianças a dentição de leite é mais sensível e tem maior facilidade de desenvolver cáries, depois as dores de dentes serão provocadas pela troca da dentição e em terceiro lugar, as crianças são mais propensas a acidentes e fraturas nos dentes. Porém, com o avanço da idade, as doenças periodontais são mais propensas. E em ambos os casos, pessoas que tem o hábito de comer muitos doces devem acostumar-se com problemas bucais e aceitar as dores de dente.

Variação de frio e calor dão dor de dente?

Opa, atenção para problemas no canal. Aquela dor de dente ao tomar um cafezinho quente ou um sorvete gelado pode indicar que um nervo interno do dente está danificado. Na maioria dos casos é causada por uma cárie em andamento ou uma cárie mau tratada, ou até mesmo um trauma na raiz causado por batida.

Preserve a longevidade do seu sorriso

Os cuidados com os dentes hoje, vão evitar problemas no futuro. Quando ocorrer a perda de um ou mais dentes, com certeza você terá uma dificuldade muito maior, primeiramente que a não substituição do dente perdido ocasiona uma série de dificuldades mastigatórias e de saúde e em segundo lugar, a reposição do dente é um processo lento e pode ser bastante dolorido. Então, se você não gosta do incômodo da broca do dentista, é melhor acostumar com ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *