Ácido Hialurônico | Preenchimento

Preenchimento com ácido hialurônico reestrutura a pele e rejuvenesce a aparência

A juventude é hoje a maior preocupação estética, principalmente entre as mulheres. Manter a pele jovem, sem rugas e marcas de expressão, é o desejo de muitas pessoas que carregam os sinais da idade.

Avanços nas pesquisas apresentam técnicas cada vez mais eficazes e seguras. Os procedimentos mal sucedidos não podem ser considerados quando existe responsabilidade do profissional e do paciente. Milagres não existem, mas a medicina estética está buscando esta proximidade e vem avançando muito.

O preenchimento de sulcos e rugas no rosto com ácido hialurônico é um exemplo disso. O procedimento não tem contraindicações e os riscos de efeitos colaterais são mínimos. Esta técnica consiste em aplicar o ácido com uma seringa, sobre a pele, nos locais afetados pelo envelhecimento. Os contornos faciais e o volume são recuperados e o resultado é imediato.

O ácido hialurônico é uma das substâncias presente na pele, ele é responsável por conferir sustentação, volume e firmeza à pele. Com o passar do tempo e o processo normal de envelhecimento, o ácido hialurônico natural presente na pele regride gradualmente e o organismo diminui a capacidade de reposição dessa substância.

preenchimento com ácido hialurônico

Qual a indicação?

Indicado para a reposição do ácido hialurônico natural, atenuando o envelhecimento e restabelecendo a harmonia da pele.

As áreas mais frequentemente tratadas são as rugas entre o nariz e a boca (popularmente conhecidas como bigode chinês), rugas ao redor da boca, olheiras profundas, a chamada “maçã do rosto”, lábios (melhorar seu contorno e volume), mãos (que vão ficando mais magras), queixo e lóbulo de orelha.

Como é o tratamento?

O tratamento é realizado por médico habilitado, é feito no consultório e dura em média 30 minutos. A aplicação é feita na pele adequadamente higienizada, logo é feita uma anestesia local tópica com creme ou gel ou por uma pequena injeção no local da aplicação O ácido hialurônico é injetado logo abaixo da pele e serve para suavizar linhas de expressão,rugas, cicatrizes e outras imperfeições da pele. O procedimento é bem simples e o paciente não necessita afastar-se de suas atividades diárias.

Após a aplicação recomenda se gelo local para prevenção de hematomas e uso de pomadas de arnica.

E os resultados?

O resultado é imediato, com aumento do volume, atenuação das rugas, redefinindo o contorno e conferindo um ar de juventude.

A duração do preenchimento varia de acordo com o tipo de pele, da área tratada, do volume injetado, dos hábitos (fumo, exposição ao sol) e dos cuidados com a pele. O tempo médio de duração do preenchimento é de cerca de 6 a 12 meses.

Após o procedimento pode ocorrer ligeiro edema e vermelhidão local, e às vezes, podem ocorrer equimoses, nada grave. Raramente provoca algum tipo de reação alérgica dispensando teste cutâneo prévio.

Quais as contraindicações?

O preenchimento é contraindicado nos seguintes casos: infecção ativa de pele, gestação e amamentação.

Quando se está fazendo algum outro procedimento, como peeling por exemplo, é recomendado aguardar toda a recuperação da pele, para depois realizar o preenchimento com ácido hialurônico.

O preenchimento cutâneo não é indicado para pessoas que já tiveram quelóides ou algum tipo de doença de pele aguda ou crônica ou algum problema de cicatrização.

Quais as diferenças entre o ácido hialurônico e o botox?

Essa dúvida é bastante comum, até por que ambos os produtos atuam no rejuvenescimento e correção de linhas de expressão. A diferença é que o preenchimento facial tem volume e ocupa um espaço no qual há uma depressão e o Botox é uma medicação que paralisa uma determinada musculatura, mas que não tem nenhum volume e não preenche nenhum espaço.

O Botox (Toxina Botulínica) é uma a substância que interfere nas atividades dos músculos, relaxando e impedindo contrações musculares, levando a uma suavização das rugas dinâmicas (aquelas rugas causadas por contração muscular, comuns nos cantos dos olhos). A leva de 48 a 72 horas para agir e produzir o efeito esperado.

Já o preenchimento facial, realizado com ácido Hialurônico, tem efeito imediato e consiste em preencher as rugas estáticas (aquelas causadas pela falta de elasticidade da pele, exposição ao sol, fumo, enrugamento prolongado ou até mesmo pela genética, são marcas mais profundas e permanentes).

Em resumo, o preenchimento facial age na consequência da contração muscular, que é a ruga em si (depressão da pele) e o Botox age na causa, impedindo a própria contração muscular.

Mitos e verdades

A região onde o ácido hialurônico é aplicado perde a sensibilidade?

É MITO!

As infiltrações realizadas na pele com a substância são superficiais e não causam alterações de sensibilidade. O ácido hialurônico usado em preenchimentos é sintético, mas muito semelhante à substancia natural produzida pelo organismo, eles são muito seguros e não provocam reações nos tecidos em que são injetados.

Cuidado com o uso de outros tipos de preenchedores, é possível que haja reações adversas, gerando efeitos prejudiciais à região.

ü  A aplicação em excesso da substância compromete a expressão facial?

É VERDADE!

O médico e o paciente devem respeitar o limite de substância a ser aplicada.  O médico é responsável por avaliar a pele do paciente e utilizar o ácido hialurônico de maneira consciente. Para um resultado natural, deve se seguir todas as determinações relacionadas à quantidade de substância permitida e às áreas liberadas para a aplicação.

ü  O ácido hialurônico não pode aplicado em qualquer tipo de pele?

É MITO!

Essa substância pode ser injetada em qualquer tipo de pele. Claro que os pacientes com uma cútis mais grossa necessitarão de uma concentração de ácido hialurônico maior para que os efeitos desejados sejam alcançados pelo tratamento. O preenchimento facial com ácido hialurônico é recomendado até para pessoas que possuem pequenas cicatrizes de acne surgidas no período da adolescência – a substância preenche marcas e deixa a pele mais lisa.

ü  Se forem repetidas as aplicações muitas vezes, com o tempo perde o efeito no organismo?

MITO!

O ácido hialurônico pode ser aplicado várias vezes, pois o produto é totalmente absorvível, na verdade, após cada aplicação os resultados são os mesmos.

ü  A aplicação pode deixar hematomas na pele?

VERDADE!

Como a técnica do preenchimento com ácido hialurônico é realizada por meio de agulhas, ela pode vir a provocar alguns pequenos hematomas no local da aplicação, que somem espontâneamente em um ou dois dias.

ü  Aplicação de ácido hialurônico é mais recomendada que a toxina botulínica?

DEPENDE!

O ácido hialurônico e a toxina botulínica são produtos diferentes, indicados para situações diferentes, não é que um é mais recomendado que o outro, isso dependerá da região onde será aplicado o produto.

·        Curiosidades:

·         A idade média das mulheres que procuram o preenchimento nos consultórios varia de 30 a 60 anos. Aos 30, elas preferem corrigir os olhos fundos e olheiras e alinhar as sobrancelhas; aos 40, restaurar os volumes das bochechas, sobrancelhas, lábios e corrigir depressões nos cantos da boca; aos 50 anos, além dos anteriores, elas querem corrigir o “bigode chinês” e na têmpora lateral (ao lado da sobrancelha) para levantar o olhar. Já aos 60 a procura é mesmo pela correção das rugas mais profundas.

·         Pesquisas mostram que 100% dos médicos utilizam o preenchimento com ácido hialurônico em seus consultórios, isso por que se trata de uma substancia que dispensa testes de alergia e permite um rejuvenescimento bastante natural e satisfatório.

·         Cerca de 80% das mulheres que procuram o tratamento com preenchimento para tratar os famosos bigodes chinêses e aumentar o volume dos lábios.

·         Para resultados mais naturais e harmônicos, a técnica de aplicação do ácido hialurônico também se modificou e muitas vezes.

·         100% dos médicos consultados afirmaram que a naturalidade dos resultados é o que os pacientes mais valorizam no preenchimento.

·         A combinação de botox e do ácido hialurônico é um exemplo bastante comum: enquanto a toxina botulínica trata as rugas de expressão, o preenchimento age nas rugas mais profundas, visíveis com o rosto em repouso.

·         Mesmo valorizando a durabilidade dos procedimentos, a preferência dos pacientes ainda é pelas substâncias temporárias.

·         O ácido hialurônico representa o que há de mais seguro entre os preenchedores disponíveis no mercado.

·         Essas rugas que persistem, mesmo após o relaxamento com o Botox, são denominadas rugas estáticas e melhoram com o preenchimento.