Implantes dentários e o sorriso de volta

30 abril 2014
Comentários: 0
30 abril 2014, Comentários: 0

Enquanto centros de pesquisa em #odontologia buscam aperfeiçoar os implantes dentários, cada vez mais brasileiros ostentam em sua boca as peças que reconstroem a dentição perdida.

Sorriso e auto estima estão lado a lado. A nova geração de #implantes está revolucionando o processo de reabilitação dentária, e levando conforto e qualidade de vida aos pacientes. Poder mastigar novamente sem o uso de próteses é o sonho de muitas pessoas.

Além de #técnicas, muita tecnologia está aliada a estes avanços iminentes. Atualmente, o mercado possui uma geração de implantes que se diferenciam dos demais pela tecnologia e qualidade, o que afeta, diretamente, no resultado, satisfação e tempo de tratamento para o paciente.

A implantodontia está passando por grande desenvolvimento, o que se reflete na melhoria dos tratamentos e do resultado estético. A matéria-prima do implante é o titânio, já consagrado a mais de 40 anos, nos quesitos eficácia e segurança. Outra alternativa, porém, emergiu recentemente: a zircônia. Os primeiros implantes à base desse material cerâmico desembarcaram no país com a promessa de algumas vantagens, por exemplo a de anular os riscos de alergia e toxicidade, por ser isento de metal.

Dos casos mais simples aos mais complexos, essa nova tecnologia surpreende o paciente e pode proporcionar um tratamento mais seguro, rápido, eficaz e com maior estabilidade nos implantes. O sucesso dessa técnica está compreendido basicamente com o fato de a substância ser biologicamente compatível com o osso natural do corpo humano e funcionar como um catalisador para a formação de uma nova estrutura óssea.

Um sistema de trabalho #eficiente aliado à matéria prima de qualidade bem escolhida por um profissional qualificado proporciona um resultado estético de excelência nas reabilitações orais do paciente.

O que são implantes dentários?

Tratam-se de estruturas de metal instalados, cirurgicamente, no osso maxilar, sob a gengiva. Um suporte de metal serve de raiz na função de sustentar o dente. Um cilindro, também chamado de pino, feito de titânio, que varia de 3 a 6 mm, é introduzido dentro do osso da mandíbula do paciente.

Nestes implantes é que são fixadas as próteses, também chamadas de coroas dentárias, que são constituídas de porcelana. Com a instalação correta dos implantes, não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos substitutos, como é feito com os tratamentos tradicionais.

Quais são os cuidados pré cirúrgicos?

Após a consulta de avaliação, o cirurgião #dentista agenda uma série de exames, para que o procedimento seja realizado com segurança. A leitura da radiografia é feita com a presença do paciente, afinal, é ele o maior interessado.

O cirurgião tem então a incumbência de Informar e concretizar o paciente sobre os cuidados que devem ser tomados. Todos estes cuidados devem estar aliados ao bem estar do paciente.

Quais são os cuidados pós cirúrgicos?

Os cuidados que se estendem após os procedimentos cirúrgicos, são fundamentais para uma recuperação ideal. Inchaços e sangramentos são comuns mas facilmente controlados. Para a alimentação também são exigidos cuidados, seguindo sempre a orientação indicada. A higiene bucal também é essencial.

Qual é o tempo de tratamento?

Inicialmente o dentista avalia o paciente, pois cada caso é exclusivo. Portanto, somente após uma avaliação o dentista pode definir o tempo aproximado para a conclusão do tratamento. No entanto, tratando-se de implantes dentários podemos dizer que para a reabilitação nas arcadas inferior e superior, mandíbula e maxilar, respectivamente, o período entre o dia da cirurgia e a instalação dos dentes pode variar de 45 dias a quatro meses, quando não há necessidade de enxerto ósseo.

Dependendo da condição óssea, avaliada antes do procedimento cirúrgico, é possível instalar os dentes no dia seguinte ao da cirurgia, técnica conhecida como “carga imediata”.

Os implantes dentários com nanotecnologia são mais rápidos, seguros e estáveis. Os avanços das pesquisas científicas revolucionaram, em vários aspectos positivos, esse tipo de método tanto para o paciente quanto para o resultado do tratamento, são mais eficazes.

Com a nanotecnologia, as chances de perda dos implantes são minimizadas e a cicatrização do procedimento acontece mais rapidamente e sem muito desconforto para o paciente.

Hoje, é possível reduzir tempo e melhorar o resultado do tratamento graças às técnicas e equipamentos cirúrgicos de ponta.

Ter um sorriso bonito e mastigar novamente sem medo e sem dor é possível. Marque sua consulta. Estamos esperando por você!

Leia mais:
Implante Dentário em Porto Alegre – Histórico
Cirurgia Guiada – Sem Cortes
Implante Dental
Tratamento – Implante Dentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *