Carga imediata em implantes dentários

Todos sabem que o dentista, definitivamente, não é o melhor amigo do homem, quando os procedimentos são necessários, todos querem ficar o menor tempo possível na tão falada cadeira. Buscando maior conforto aos pacientes, a odontologia vem inovando cada vez mais para oferecer tratamentos cada vez mais rápidos e eficazes, neste sentido a implantodontia não ficou para traz e oferece implantes dentários com carga imediata.

Os implantes dentários têm se revelado eficientes na busca pelo sorriso perfeito. Com os avanços da odontologia conseguindo substituir com naturalidade os dentes danificados. O implante dentário é uma técnica odontológica moderna que visa implantar raízes de titânio na arcada ligando-se diretamente com o osso. As novas tecnologias criadas na área tem tornado o procedimento ainda mais competente, permitindo ajustes precisos de acordo com o tamanho ou formato do maxilar. É possível, em casos selecionados, entrar no consultório sem dentes e sair no final do dia com todos os dentes fixos sobre os implantes dentários. Essa tecnologia, conhecida como carga imediata, proporciona uma grande satisfação aos pacientes devido aos rápidos resultados.

implante dentário com carga imediata

O que é carga imediata em implantes dentários?

É uma nova técnica de implante  ideal para quem busca uma reposição rápida dos dentes perdidos, recuperando a força mastigatória e elevando a autoestima e confiança. Antes do surgimento da carga imediata um tratamento com implante dentário previa um tempo de espera mínimo de 3 a 6 meses entre a etapa de colocação do implante e a instalação da prótese. Hoje em dia, quando indicado pelo implantodontista esse tempo pode ser reduzido a alguns dias ou até algumas horas dependendo de uma série de fatores como a região que receberá os implantes, o número de implantes, qualidade do osso, entre outros.

A estabilidade primária e o período de cicatrização sem carga dos implantes havia sendo considerado, por anos, importante para permitir a osseointegração dos implantes. Entretanto, estudos recentes mostram que o carregamento imediato aponta altas taxas de sucesso. Apesar das evidências, muitas controvérsias ainda existem sobre a confiabilidade dos dados relatados, freqüentemente devido ao insuficiente acompanhamento, inadequado tamanho da amostra e falta de critérios de sucesso bem definidos.

Como normalmente ocorrem os procedimentos de implantes?

Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles. Por serem integrados ao osso, oferecem muita estabilidade para a colocação de dentes artificiais. Diferente do que ocorre com as próteses móveis.

Nos implantes normais é preciso esperar a cicatrização total deste enxerto, para a colocação dos dentes através de uma segunda cirurgia para ligar o implante ao meio bucal, nesta fase o cirurgião dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode se do tipo protocolo (4 a 8 implantes, parafusada e retirada apenas pelo seu dentista que pode ser feita em resina ou porcelana), ou, prótese overdenture (total removível sobre implante, este tipo de prótese é mais barata que a prótese protocolo porque exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionada em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente e por isto a sua higienização é facilitada).

E implante de carga imediata como ocorrem?

No implante de carga imediata a instalação da prótese é feita logo após o implante, sem a necessidade da espera pela cicatrização. A técnica de implantes dentários com carga imediata foi criada há alguns anos para a restauração imediata de pacientes totalmente desdentados, portadores de dentaduras. Nesta técnica, após a instalação de, no mínimo, 4 a 6 implantes, é instalada uma prótese fixa provisória ou permanente. Esta prótese tem função mastigatória. Ou seja, esta prótese já está preparada para entrar em função e participar do processo de mastigação de alimentos imediatamente. Por isso foi criada a expressão implantes dentários com carga imediata.

Só é possível planejar a carga imediata quando o diagnóstico do dentista aponta uma excelente estabilidade inicial na fixação do implante de titânio ao osso. Este diagnóstico é feito após uma rigorosa avaliação e estudo do caso clínico.

Por que fazer um Implante com Carga Imediata?

O Implante de Carga Imediata permite o uso de prótese provisória sobre o pino de titânio, o que torna o período de osseointegração (três a seis meses) bem mais confortável. Possibilita conforto, segurança e com excelente resultado já no início do tratamento. O processo de osseointegração ocorre normalmente com a vantagem de não haver uma longa espera para a colocação da prótese. O paciente espera a osseointegração com uma prótese provisória (dentes instalados), e em alguns casos já pode ser realizada uma prótese definitiva.

Como é feito o Implante com Carga Imediata?

O primeiro passo será realizar uma cirurgia para colocação do pino de implante. Normalmente, a cirurgia de um implante dentário unitário leva cerca de 90 minutos, porém esse tempo pode variar a cada paciente.

Podem ser utilizados em qualquer caso?

Os implantes com carga imediata podem ser utilizados na maioria dos casos de reabilitação oral, coroas em porcelana unitárias, próteses dentárias fixas parciais ou de todos os dentes. Para alcançar o sucesso esperado, este procedimento depende de condições específicas e favoráveis do paciente obtidas a partir de um planejamento criterioso feito pelo dentista.

Atenção:

A carga imediata NÃO pode ser utilizada em todos os casos. Existem clinicas odontológicas que prometem verdadeiros milagres, o que não ocorre na prática. Por isso é muito importante a escolha de profissionais muito qualificado e responsáveis, que irão fazer uma avaliação criteriosa de cada caso, buscando a melhor forma de contemplar as expectativas do paciente.

Em que casos podem ser utilizados?

Inicialmente é preciso recordar que cada paciente é diferente. Os implantes de carga imediata são procedimentos que oferecem um excelente resultado, mas referem-se a um processo bastante complexo. Eles podem ser aplicados para a reposição de apenas um dente ou até substituição total de dentadura por dentes fixos, arcada completa com alguns ou poucos dentes, normalmente dentes ou raizes dentárias com doença periodontal, dentes muito cariados ou próteses antigas.

Quem não pode colocar implante?

Pacientes com problemas de saúde que possam comprometer o ato cirúrgico não podem submeter-se ao tratamento, nem mesmo crianças em idade de crescimento. Portadores de doenças ósseas são os maiores restritos, além disso somente pacientes dependentes de álcool ou de drogas e pacientes com inadequados hábitos de higiene bucal.

Implantes dentários são contra-indicados quando há diabetes ou hipertensão?

Desde que este paciente faça controle desta condição e esteja compensado, ele pode ser tratado como um paciente normal e receber seus implantes dentários, restabelecendo uma condição de saúde bucal.

O que é preciso para colocar um implante dentário?

Um implante dentário deve ser colocado com boas condições de saúde geral e bucal, espaço suficiente entre os dentes e osso com boa altura e espessura, a fim de que caiba o implante dentário dentro do mesmo.

Qual a idade que o paciente pode fazer implantes dentários?

O implante dentário já pode ser feito a partir do momento em que é estabilizado o crescimento do indivíduo na adolescência, o que pode ser avaliado pelo dentista. Não existe limite de idade para recebê-los.

Qual é o tipo de anestesia para um implante dentário?

Quando é feita no consultório a anestesia para implante dentário é local, a mesma utilizada para uma extração dentária ou restauração. Quando requer ambiente hospitalar a cirurgia para o implante dentário é feita sob anestesia geral.

Quanta dor devo sofrer?

Dependendo do local onde será necessário o implante, a anestesia local pode ser um pouco dolorida (nada insuportável). A colocação de implantes é sem dor.  O pós-operatório é tranquilo, as dores pós-cirúrgicas são leves e podem ocorrer 72 horas após o procedimento. Um analgésico de venda livre aliviará o desconforto para a maioria dos pacientes, o dentista normalmente recomenda analgésico,antibiótico, anti-inflamatório e repouso absoluto.

Pode o implante ser usado como alternativa para o tratamento de canal radicular?

Sim! Nem todos os dentes são bons candidatos a tratamento de canal radicular. Os dentes com tratamento de canal radicular são suscetíveis a cárie e a fratura, enquanto os implantes não são suscetíveis a cárie e quase nunca quebram.

O implante pode ser rejeitado pelo organismo?

Existe uma ligeira possibilidade de que o implante não se integre no osso. Se isso ocorrer, o implante é substituído por outro. É altamente improvável que o segundo implante não se integre.

Qual é a aparência da boca durante o tratamento?

Durante o tratamento, o dentista faz uso de uma prótese provisória adequada, não deixando os pinos expostos.

Como manter o implante adequadamente depois que o tratamento for concluído?

Os implantes dentários exigem menos manutenção que um dente natural. A manutenção é feita com simples escovação.

Quanto tempo dura um implante?

Normalmente dura a vida toda. Entretanto, situações específicas, como trauma facial ou oclusal, podem ter impacto negativo sobre sua longevidade.

O que é um aumento ósseo do soalho do seio?

Quando um dente posterior superior é perdido, o soalho do seio maxilar penetra no espaço antes ocupado pela raiz do dente perdido. Para se colocar um implante, freqüentemente é necessário fazer o soalho do seio voltar para onde estava originariamente adicionando um substituto de osso sintético. Este procedimento é chamado de aumento ósseo do soalho do seio ou elevação do seio.

O que é expansão do rebordo?

Após a perda de um dente, o osso que se encontrava ao redor do dente é reabsorvido, freqüentemente deixando um rebordo de osso extremamente estreito. A fim de colocar um implante, o rebordo do osso é expandido, como se fosse um pedaço de papelão corrugado sendo expandido para proporcionar um espaço mais largo entre cada lado. Para o maxilar, isso é conseguido ao mesmo tempo que o implante é colocado; para a mandíbula, há necessidade de uma segunda consulta cirúrgica aproximadamente três semanas depois.

O que é um enxerto ósseo?

Um enxerto ósseo é um procedimento cirúrgico para acrescentar altura ou largura ao osso maxilar de modo a aumentar seu volume para colocação de um implante.

Pacientes que não tem osso podem receber implantes?

Podem, mas necessitam de um tratamento prévio. Dependendo da quantidade de perda óssea, a reposição pode ser feita com osso da própria boca. Do contrário, pode ser necessário uma cirurgia, em ambiente hospitalar, para realização de enxerto.

Se perder o dente e não colocar a prótese, o que acontece?

Naturalmente, os dentes ao lado irão se mover ocupando o espaço vazio. Isso vai provocar alterações na mandíbula e consequentemente, na face. Além de dificultar o processo mastigatório, o que pode ocasionar problemas gastrointestinais.

Qual a taxa de sucesso dos implantes dentários?

Em pacientes normais, o índice de sucesso é de 98%. Nos 2% restantes, a cirurgia pode ser refeita e então a probabilidade de sucesso é quase completa. Em fumantes ou usuários de bebidas alcoólicas, a taxa de insucesso é de 15%.

Se perder um dente, em quanto tempo posso fazer o implante?

Imediatamente. Basta procurar um dentista especializado que ele dará todas as informações de procedimentos.

Possuímos toda estrutura para fazer sua carga imediata com tranquilidade, venha fazer sua avaliação e iremos analisar se o seu caso pode ser resolvido com carga imediata.